Secretário provincial da I.E.C.A lamenta adiamento dos cultos em Luanda e Cuanza-Norte

0
Foto: Nambi Wanderley
Want create site? Find Free WordPress Themes and plugins.

Por: Nambi Wanderley

O Secretário Provincial de Luanda, da Igreja Evangélica Congregacional em Angola (I.E.C.A), Pastor Laurindo Juliano Kangombe, lamentou e expressou o sentimento da comunidade religiosa, pelo adiamento da abertura das igrejas em Luanda e no Cuanza-Norte, em entrevista ao Notícias de Angola, nesta sexta-feira (26).

Fazendo menção a informação avançada pela Ministra da Saúde e Porta-voz da Comissão Multissectorial, Sílvia Lutucuta, sobre o adiamento da abertura dos templos e consequente realização de cultos, anteriormente marcado para o dia 24 deste mês, Pastor Laurindo, expressou tristeza pelo esforço aplicado para criar as condições exigidas para o culto e revelou que a igreja recebeu várias reacções dos membros da igreja, que apresentaram a sua pré-disposição para a entrada no templo.

Sobre a reabertura dos templos, o líder religioso recorreu aos registos históricos que tem memória e disse: “já passamos alguns momentos muito duros com a guerra que assolou o país, mas nunca abandonamos o culto público e não seria agora”.

Luarindo Kangombe salientou que apesar da igreja não ter sidoreaberta à 24 de Junho, o Secretário Geral da I.E.C.A, André Cangovi Eurico, enalteceu o esforço da igreja na aplicação das medidas exigidas pelo Executivo e chamou atenção ao facto dos templos continuarem a ser espaços de adoração a Deus da vida e não lugares de contaminação do Covid-19 e morte.

“A I.E.C.A em Luanda para prevenir a covid-19 tomou algumas medidas como a sensibilização das comunidades por intermédio de várias sessões com pastores e outros membros, criou grupos de resposta ao coronavírus para actuar nas emergências comunitárias, distribuiu cestas básicas a 1207 famílias, ofereceu baldes com torneiras para lavagem das mãos. Demarcou os lugares nos templos, obedecendo o distanciamento social recomendável, introduziu tapetes embebidos com lixívia nas portas das igrejas para desinfecção dos pés, comprou álcool-gel”, explicou o pastor.

O líder religioso, aconselhou também a população a não baixar a fé e despertar, pois o coronavírus cumpre a missão de provação, é também uma peneira para apurar quem é firme no Senhor. Recomendou também o uso permanente de máscaras para protecção individual, bem como orar e ler sempre a Bíblia, partilhar as experiências de fé.

Laurindo Juliano Kangombe é pastor da I.E.C.A há 18 anos, que foi fundada aos 11 de Novembro de 1880 e teve a primeira sede no Município do Bailundo, província do Huambo, até 1975, evoluindo depois para dez Missões Evangélicas. É reconhecida pelo Governo angolano nas 18 províncias, tem mais de milhão de membros, destes, mais de 54 mil em Luanda.

Did you find apk for android? You can find new Free Android Games and apps.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor digite seu nome.

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.