Sarampo mata mais que o ébola na RDC

0
Foto: DR
Upper Digital Marketing
Want create site? Find Free WordPress Themes and plugins.

Um total de 2.758 pessoas, a maioria crianças, morreu desde Janeiro por causa de um surto de sarampo que afecta 23 das 26 províncias da República Democrática do Congo (RDC), revelou ontem a ONG Médicos Sem Fronteiras (MSF), que ressaltou a necessidade de arrecadar mais fundos.

“A epidemia de sarampo, declarada em Junho deste ano, é a pior que o país en-frenta na última década, com mais de 145 mil contágios”, declarou por telefone à Agência EFE o coordenador da equipa de emergências da MSF na RDC, Fabrizio Andriolo.

“Os 2,5 milhões de dólares arrecadados dos 8,9 milhões necessários para o plano sanitário de resposta não são suficientes. O contraste com a epidemia de ébola no Leste do país, que atrai múltiplas organizações e centenas de milhões de dólares, é alarmante”, expressou Andriolo.
A actual epidemia de ébola que há um ano atinge o nordeste do país, concentrada nas províncias do Kivu do Norte e Ituri, fez 1.934mortos de um total de 2.877 casos registados, segundo os últimos dados da Organização Mundial da Saúde (OMS) de 17 de Agosto.

“Dois meses depois da declaração oficial e poucas semanas antes do começo do ano lectivo, a epidemia de sarampo não dá sinais de desaceleração. De facto, desde Julho piorou com um aumento de novos casos em várias províncias”, descreveu em comunicado a chefe de missão da MSF na RDC, Karel Janssens.

Graças a uma equipa móvel, médicos no terreno da MSF são capazes de chegar às áreas mais remotas, assim como manter as condições de temperatura adequadas para a vacinação, da qual já foram alvo quase 475 mil crianças entre 6 meses e 5 anos.

Did you find apk for android? You can find new Free Android Games and apps.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor digite seu nome.

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.