Presidência do Parlamento Catalão continua na posse dos separatistas

O parlamento Catalão, deverá eleger, nos próximos dias, o presidente regional, que deverá continuar com um partido separatista, a informação foi dada pelo parlamento, nesta quarta-feira (17), nesta que foi a primeira sessão desde a frustrada tentativa de independência da Espanha em 27 de outubro.

0
Upper Digital Marketing
Want create site? Find Free WordPress Themes and plugins.

O parlamento Catalão, deverá eleger, nos próximos dias, o presidente regional, que deverá continuar com um partido separatista, a informação foi dada pelo parlamento, nesta quarta-feira (17), nesta que foi a primeira sessão desde a frustrada tentativa de independência da Espanha em 27 de outubro.

Em um Parlamento com oito cadeiras vazias, Roger Torrent, de 38 anos, do partido Esquerda Republicana da Catalunha (ERC, na sigla em espanhol), foi escolhido para dirigir a Câmara por 65 votos contra os 56 para seu opositor, além disso, os separatistas conseguiram controlar a mesa do Parlamento, ocupando quatro dos sete cargos.

Dos oito deputados ausentes, cinco estão na Bélgica, entre eles o líder Carles Puigdemont, e três, detidos em Madri. Na Câmara, quatro grandes laços amarelos simbolizavam o protesto contra a situação dos políticos presos e pelo fim da perseguição judicial contra seus líderes.

Em outubro, a Câmara foi dissolvida apenas horas depois de ter aprovado, em uma votação acompanhada por toda Europa, uma declaração unilateral de independência, nesse mesmo dia, o governo Rajoy assumiu o controle da região, destituiu o Executivo de Puigdemont e convocou novas eleições para 21 de dezembro, mas apesar do grande número de candidatos presos, ou no exterior, os separatistas renovaram sua maioria parlamentar com 70 cadeiras de 135, atingindo 47,5% dos votos.

Até 31 de janeiro, a Casa também deverá decidir se permitirá a posse de Puigdemont a distância, por videoconferência, ou por meio de um discurso lido por outro deputado, esse arranjo é fortemente repudiado pelo governo espanhol do conservador Mariano Rajoy, que já advertiu que não permitirá que o catalão presida, do exterior, essa região de 7,5 milhões de habitantes.

Os dois principais partidos separatistas – Juntos pela Catalunha, de Puigdemont, e Esquerda Republicana da Catalunha – anunciaram um acordo para devolver Puigdemont ao cargo, mas ainda detalharam como vão fazer isso.

 

Did you find apk for android? You can find new Free Android Games and apps.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor digite seu nome.