Paulo Gamba: “Zuma Está No Banco Dos Reús, Sempre Foi “Bandido” Mas As Ordens Superiores, Ignoraram Tal Facto”

0
Foto: DR-Financial Times
Upper Digital Marketing
Want create site? Find Free WordPress Themes and plugins.

Artigo de Paulo Gamba


Desde cedo sempre tive uma simpatia pelo Ex-presidente Thabo Mbeki, mesmo na altura que achava que Mandela era “flor que se cheire”, comedido, calmo e muito eloquente. Apesar de na altura ser completamente ofuscado mesmo sendo o “delfim de Mandela”, por razões de saúde e de agenda Bowers, Mandela “decide” não se recandidatar e “coloca no seu lugar” Thabo Mbeki que na verdade dava sequência a uma “desastrosa política de exclusão negra” começado pelo seu antecessor.

Pressionado pela maioria negra, Mbeki resolve mudar a agenda de Mandela e compra briga interna numa altura que Jacob Zuma ja era vice presidente do ANC e muito influente na comunidade negra, especialmente em Kwazulu-Natal. Mandela reformado ainda gozava de muita influência ao nível da alta estrutura do partido, o jornal Sunday publicou varias visitas de figuras como Hamed Katadra, Ramaphosa, Phunzele e Belelani em frequente visita a casa de Mandela.

Mbeki sozinho tentou rumar contra um “rio de hipopótamos”, aí pensou em afastar Zuma do cargo de vice presidente do ANC quando aos 14 de Julho de 2005 JZ é acusado de corrupção num negócio de compra de armas que envolveu 5 mil milhões de USD. Mbeki tinha pensado em Phunzele Mulambo Ngcuka que já era sua ministra, quando este foi um dos maiores erros sendo que Phunzele que era esposa do Belelani Ngcuka fazia parte do complô que tinham luz verde de Mandela para derrubar Mbeki.

O “Ex” E A PERDA DA INFLUÊNCIA NA ESFERA DO PODER

O caldo estava entornado, Zuma apareceu como favorito para o cargo da presidência do CNA e, por consequência, da África do Sul. Foi eleito oficialmente presidente do partido em 18 de dezembro de 2007 com 2.329 votos, derrotando os 1.505 votos do então presidente sul-africano Thabo Mbeki, em seu segundo mandato na liderança do partido.

Em 28 de Dezembro do mesmo ano a direcção de Operações Especiais, também conhecido como Scorpions, notificaram Zuma e foi indiciado pelo Tribunal Supremo de diversas acusações de estelionato, lavagem de dinheiro, corrupção e fraude. Em Setembro de 2008 o ANC “deu o golpe de estado” afastando Thabo Mbeki da presidência do país, e colocou o vice, Kgalema Motlanthe, como presidente-interino até a eleição geral de 2009, quando Zuma se tornou o novo presidente.

Nessa altura Mbeki disse: “Arrepender-se-ao da decisão que tomaram quando vierem o partido fragmentado, por consequência dos escândalos de uma pessoa que conheço há 50 anos”. Hoje Mbeki é o meu “profeta” velipendiado pelos próprios negros que hoje choram o seu regresso.

 

Os artigos de opinião publicados no Notícias de Angola são da inteira responsabilidade do seu autor. O NA não se responsabiliza por quaisquer danos morais ou intelectuais dos textos em causa, confiando no rigor, idoneidade e credibilidade dos seus autores.

Did you find apk for android? You can find new Free Android Games and apps.