Orfanato Pequena Semente com mais de 2 milhões de Kwanzas em dívidas

0
Fotos: Nambi Wanderley
Upper Digital Marketing
Want create site? Find Free WordPress Themes and plugins.

Por: Victória Pinto

Num momento em que todos os setores foram afectados pela crise, o Centro de acolhimento Pequena Semente, situado na zona suburbana de Luanda, município de Cacuaco, contraiu uma dívida de mais de 2 milhões de Kwanzas, para responder e solucionar as diversas necessidades daquela instituição.

De acordo com o Director daquela instituição, Franco Cassule, o Centro possui uma despesa orçamentada em cerca de 2 milhões de kwanzas por ano e não tem uma cabimentação financeira de qualquer instituição pública ou privada que garante as várias responsabilidades que as instalações precisam, como a Saúde, a Educação a Alimentação, o subsídio dos funcionários e outros serviços como água e energia. A mesma, depende totalmente de pessoas de boa fé e algumas instituições que têm responsabilidade social esporadicamente.

Franco Casule, Director do centro

Franco Cassule, sublinhou que 2019 foi um ano terrível, porque terminou-se com dívidas, e não foi possível responder e solucionar as responsabilidades em termos de valores financeiro.

“O Centro está com mais de 2 milhões de Kwanzas de dívida. Estamos em dívida com a clínica a qual temos vínculo para tratar o básico da saúde 24h/dia, com os funcionários, com os colaboradores da escola, de energia e água. Queremos agradecer a Deus e a aquelas pessoas que têm estendido a mão no momento que nós pedimos”.

Franco Cassule, salientou que o centro tem capacidade para 150 crianças, mas que a realidade do país e daquelas pessoas de bom coração que noutro hora ajudavam, fez com que o centro fizesse algumas reintegrações forçada em detrimento das dificuldades que vive.

“Nós na igreja buscamos sempre o livro de Samuel onde diz “Ebenezer” (até aqui o Senhor nos ajudou) e essa é a palavra certa para a Pequena Semente, ao findar o ano de 2019. Foi um ano difícil, virei o maior mendigo nacional”.

Por outro lado, Noémia Cazama de 16 anos de idade, residente no centro a quatro anos, levada pelos pais porque não têm condições para continuar a formá-la, aconselha aos progenitores que não têm capacidade financeira para criar seus filhos que procuram um centro de acolhimento.

Noêmia Cazama, estudante da Escola Pequena Semente

Considerando-se o maior endividado em Angola, fazendo caridade, Franco Cassule diz estar mais preocupado com o que será do centro amanhã e com o que irá acontecer caso a morte chegue para ele. Terminou agradecendo a todos que têm ajudado o projecto.

“Começo por agradecer a Deus, e a todos colaboradores, amigos, parentes, que se juntam a esta causa, as instituições privadas e públicas que têm a chamada responsabilidade social, dizer que, procurem estender um pouco do seu carinho não só em Dezembro, porque o ano começa em Janeiro. O convite é para todos, não apenas para Pequena Semente.

Com mais de 15 anos em funcionamento, o centro alberga 54 crianças residentes, das quais 33 são do sexo masculino e 21 do sexo feminino. Possuindo três dormitórios femininos, dois masculinos, uma escola primária de seis salas de aulas, com 380 crianças inscritas, um posto médico com laboratório, uma biblioteca com mais de 5 mil copias de livro,  um anfiteatro com capacidade de projecçao de aulas áudio visual, uma loja de conveniência, um campo multiuso, uma fazenda de três hectares, uma área administrativa e uma sala para informática que está a ser equipada.

Recentemente foram inauguradas novas instalações com uma suíte, cozinha, refeitório, lavandaria e uma sala de artes e ofícios, uma construção de raíz, patrocinada pela Sogester.

O centro acomoda crianças de vários extratos sociais, entre eles os órfãos de pais vivos (fuga a paternidade), órfãos por pobreza (por falta de capacidade da parte dos tutores) e a discriminação do albinismo.

Franco Cassule, Director do Centro de acolhimento Mãe Grande (Pequena Semente), é clérigo da igreja Metodista Unida, formado em Psicologia Infantil, Teologia e Antropologia Cultural. É também formador e conferencista internacional na área de apoio psicossocial a criança.

Did you find apk for android? You can find new Free Android Games and apps.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor digite seu nome.

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.