Malária mata mais de mil pessoas de Janeiro a Outubro no Huambo

0
Upper Digital Marketing
Want create site? Find Free WordPress Themes and plugins.

São mil e 241 casos de pessoas menores de cinco anos na província do Huambo, morreram vítimas de paludismo entre Janeiro a Outubro de 2017, de acordo com o supervisor do Programa  de Combate a malária, Clementino Sacanombo.

De acordo a fonte em declaração a Angop, a província está a viver, desde Maio, um surto de malária nunca antes visto, salientando que, nos últimos 10 meses do ano em curso, foram diagnosticados 175 mil e 360 doentes, quando em igual período, em 2016, tinham sido diagnosticados 12 mil e 917 enfermos.

“A província vive uma situação de emergência, devido ao surto de malária, desde o mês de Maio. Os números de doentes e óbitos estão a aumentar, bruscamente, exigindo das autoridades uma pronta resposta”, disse.

Além da fumigação extra-domiciliar, com duração de 25 dias, Clementino Sacanombo informou que o programa de educação da população sobre os cuidados de prevenção está a ser intensificado, ao mesmo tempo em que estão a ser distribuídas, gratuitamente, redes mosquiteiras tratadas com insecticida de longa duração.

 

Did you find apk for android? You can find new Free Android Games and apps.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor digite seu nome.