Ismael Mateus ressalta a originalidade e qualidade da obra “Caça às Bruxas”

0
Foto: DR
Upper Digital Marketing
Want create site? Find Free WordPress Themes and plugins.

O escritor e  jornalista Ismael Mateus ressaltou nesta quinta-feira (30) em Luanda, na sede da União dos Escritores Angolanos (UEA), em Luanda, a qualidade e originalidade do romance “Caças às Bruxas”, de autoria do escritor Albino Carlos.

Ao apresentar a obra, Ismael Mateus fez uma abordagem sobre a qualidade do livro, do ponto de vista do texto, do ordenamento linguístico, da descrição das personagens e abordagem do tema, assim como da sua originalidade.

Para o autor, desde o lançamento do seu primeiro livro romance “Olhar de Lua Cheia “, em 2006, até a presente publicação, houve um amadurecimento do autor em muitos aspectos, o que denota o seu engajamento naquilo que escreve para o público amante da literatura.

“Reconheço a evolução do autor nesta obra e destaco a forma como ele tratou de um assunto que parece sem importância, mas sério, com ironia e leveza, com dizeres da nossa cultura e tenho a plena certeza que ele ainda vai nos brindar com obras neste nível ”, destacou.

Ao intervir durante a cerimónia, o autor, visivelmente emocionado, salientou que “Caça às Bruxas” é também uma homenagem à população heróica da província do Cuando Cubango.

De acordo com o escritor, baseado num caso real, “ela mostra que as crenças, mitos e superstições podem dificultar o desenvolvimento do país”.

“O livro é uma homenagem às vítimas de acusações de feitiçaria que têm ocorrido por todo o país e é apresentado para denunciar as atrocidades cometidas em nome da tradição”, afirmou o escritor.

Revela que a obra aborda a morte de sete homens acusados de feitiçaria e a incapacidade do Estado em lidar com esse tipo de questões, assim como o papel que as autoridades tradicionais podem desempenhar na gestão da justiça no meio rural.

A obra, com uma tiragem de mil exemplares, comporta  mais de cem páginas e pertence a colecção Sete Egos. Ela contou com a impressão e acabamento da Damer Gráficas e editado pela União dos  Escritores Angolanos (UEA).

Albino Carlos é doutorado em comunicação e cultura pela Universidade Federal do Rio de Janeiro, licenciado e mestrado em ciências da comunicação pela Faculdade de Ciências Sociais e Humanas da Universidade Nova Lisboa. Actualmente exerce as funções de director-geral do Instituto Superior de Ciências da Comunicação.

Prémio Nacional de Cultura e Artes na categoria de Literatura em 2014, com o aclamado livro de contos  “Issunje”, conquistou ainda o Prémio de Literatura António Jacinto( 2006 com o romance “Olhar de Lua Cheia”.

NA/Angop

Did you find apk for android? You can find new Free Android Games and apps.