Caso CNC: Interrogatório a Augusto Tomás inicia terça-feira

0
Upper Digital Marketing
Want create site? Find Free WordPress Themes and plugins.

A audição ao antigo ministro dos Transportes, Augusto Tomás, acusado de defraudar o Estado angolano em somas avultadas, inicia esta terça-feira, durante a terceira sessão de julgamento que decorre na Câmara Criminal do Tribunal Supremo.

Augusto Tomás e mais quatro co-arguidos arrolados no processo nº02/19, que ficou conhecido por “caso CNC”, são acusados de desviar do Conselho Nacional de Carregadores (CNC), de mais de mil milhões e 500 milhões de kwanzas, mais de 40 milhões de dólares norte-americanos e acima de 13 milhões de euros.

Sob os arguidos pesa a acusação de crimes de peculato, violação de normas de execução de orçamento e abuso de poder na forma continuada.

A audiência desta segunda-feira ficou marcada pela leitura do despacho de pronúncia e de contestação. No processo estão arrolados 14 testemunhas e 31 declarantes.

Realce ainda para o réu Augusto Tomás, que apresentou-se com vestes normais, ao contrário do primeiro dia em que se vestiu com o uniforme do sistema prisional.

Esta acção levou a sua advogada, Paula Godinho, a apresentar um requerimento, entretanto, anuído pelo juiz da causa, que considerava inconstitucional tal prática, por atentar à imagem do réu, violar o princípio da igualdade com os demais arguidos e a presunção de inocência.

O julgamento é dirigido por um trio de juízes conselheiros.

Did you find apk for android? You can find new Free Android Games and apps.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor digite seu nome.