Bureau político do MPLA lamenta morte de Jaka Jamba

0
Upper Digital Marketing
Want create site? Find Free WordPress Themes and plugins.

Em uma mensagem de condolências do Bureau político do MPLA, o Secretariado do Bureau Político do mesmo partido, lamentou a morte do deputado da Unita, Almerindo Jaka Jamba, ocorrida este domingo (1) numa das unidades hospitalares desta capital, noticiou à ANGOP.

Na mensagem de condolências o Secretariado do Bureau Político do MPLA considera que “a morte do deputado Jaka Jamba priva o país de um ilustre patriota, cidadão convicto, intelectual de mérito reconhecido que ainda tinha muito para oferecer ao país”.

Na nota, o Bureau Político do MPLA “endereça à Assembleia Nacional, à Direcção do Partido UNITA e à família enlutada, os mais profundos sentimentos de pesar”.

Almerindo Jaka Jamba, 69 anos, nasceu a 21 de Março de 1949 e era deputado da UNITA, partido político angolano a que aderiu em 1972. O malogrado era formado em Filosofia, pela Universidade Clássica de Lisboa, e ostentava, também, um Doutoramento em História.

Por força dos Acordos de Alvor, assinados em 1975, entre Portugal e os então movimentos de libertação angolanos (FNLA, MPLA e UNITA), ocuparia, no Governo de Transição, a pasta de secretário de Estado da Informação.

Foi vice-presidente da Assembleia Nacional (1997-2005) e embaixador na Missão Permanente de Angola junto do Organismo das Nações Unidas para a Educação, Ciência e Cultura (UNESCO), em Paris (2005- 2008).

No partido UNITA, já ocupou vários cargos de destaque, tais como os de secretário de Educação, Informação, dos Negócios Estrangeiros, da Cultura e Herança Africana. Em 1992, foi nomeado como segundo vice-presidente da Assembleia Nacional e porta-voz do grupo parlamentar da UNITA.

Jaka Jamba fez parte da Comissão Constitucional de Angola, em representação do maior partido da oposição angolana.

 

Did you find apk for android? You can find new Free Android Games and apps.